top of page

Coluna Breves Frames: 06/12 a 13/12

Atualizado: 20 de dez. de 2023
















Estreias da semana 


O mundo da fabricação de chocolates volta em "Wonka", agora com Timothée Chalamet como o excêntrico protagonista. "Há uma sofisticação no modo de abordar o clássico infantil", afirma Cecilia Barroso em crítica.// Diretor dos excelentes "Bem Perto de Buenos Aires" e "Vermelho Sol", Benjamín Naishtat se junta com Maria Alché em "Puan", tratando de uma competição para a vaga de um professor de filosofia.// Mestre os filmes de ação, John Woo retorna com “O Silêncio da Vingança”: "É lindo ver um gênio trabalhando por total diversão num material de quinta categoria" diz Marcelo Miranda em resenha que concede 3 estrelas e meia.// "Softie", drama sobre um menino em amadurecimento em uma família disfuncional, vem do Festival do Rio com elogios ao protagonista: “Um pequeno grande ator carrega nas costas estreitas o primeiro longa solo de Samuel Theis" (Carlos Alberto Mattos).// Para quem se impressionou com o terror de "O Albergue", seu diretor Eli Roth retorna agora com “Feriado Sangrento”.// Já "O Sequestro do Voo 375" é um filme nacional com potencial de sucesso. Marcus Baldini, diretor de "Bruna Surfistinha" e comédias, agora vai para a área da ação, gênero tão pouco explorado em nosso cinema, tratando o caso real do sequestro de um avião em 1988 cuja intenção era ser usado para atingir o Palácio do Planalto comandado por José Sarney.// Biografia do músico Leonard Bernstein, "Maestro" é a segunda experiência do ator Bradley Cooper na direção. O filme não convenceu em nada ao Francisco Carbone: "vazio, estéril, sem alma ou emoção".// Realizador francês das antigas, André Téchiné retorna aos cinemas com "Almas Gêmeas", filme de poucos elogios entusiasmados.// Completam a lista das estreias: o francês "O Desafio de Marguerite" que deve agradar aos fãs de matemática e "Jornada para Belém" filme de temática religiosa.


Listófilos, uni-vos! É hora das lista de “melhores do ano” 


- Cahiers du Cinéma, revista histórica de cinema, lançou o seguinte ranking do ano: (1) Trenque Lauquen, de Laura Citarella (2) Cerrar los ojos, de Víctor Erice (3) Anatomia de uma Queda, de Justine Triet (4) Os Fabelmans, de Steven Spielberg (5) Folhas de Outono, de Aki Kaurismäki (6) Unrest, de Cyril Schäublin (7) Do Not Expect Too Much From the End of the World, de Radu Jude (8) Le Gang des Bois du Temple, de Rabah Ameur-Zaïmeche (9) L’été dernier, de Catherine Breillat (10) EMPATE: Un prince, de Pierre Creton + Showing Up, de Kelly Reichardt


- Em consenso de mais de 100 colaboradores, a revista Sight and Sound assim escolheu o seu: (1) Assassinos da Lua das Flores  (2) The Zone of Interest (3) Vidas Passadas (4) Pobres Criaturas (5) EMPATE: Oppenheimer + Barbie (7) Passagens (8) Anatomia de uma Queda (9) Do Not Expect Too Much from the End of the World (10) May December. A continuidade até o TOP 50 pode ser conferida aqui.


- O excelente crítico do The New Yorker, Richard Brody, elencou os seus: (1) Assassinos da Lua das Flores (2) Asteroid City (3) Barbie (4) All Dirt Roads Taste of Salt (5) Showing Up (6) Passagens (7) Civic (8) A Thousand and One (9) Earth Mama (10) “Pinball: The Man Who Saved the Game. A lista continua com breves comentários até o TOP 20.


- Outro excelente crítico, Manohla Dargis, do New York Times escalou assim: (1) Assassinos da Lua das Flores (2) Oppenheimer (3) Menus-Plaisirs (4) Occupied City (5) A Thousand and One (6) Asteroid City (7) May December (8) Showing Up (9) Orlando, Minha Biografia Política (10) Stonewalling.


- A American Film Institute, famosa pelos seus TOP 100 de todos os tempos, escolheu seu TOP 10 anual sem ordem de preferência: “American Fiction”, “Barbie”, “Os Rejeitados”, “Assassinos da Lua das Flores”, “Maestro”, “Oppenheimer”, “Vidas Passadas”, “Pobres Criaturas”, “May December” e “Homem-Aranha: Através do Aranhaverso”.


- “Assassinos da Lua das Flores” abocanha mais um TOP 1: o da National Board of Review, de Nova York. A película de Scorsese ainda venceu melhor realização, melhor atriz (Lily Gladstone) e fotografia (Rodrigo Prieto). “Oppenheimer” ficou em 2º lugar e "Anatomia de uma Queda" venceu o prêmio internacional. Confira todos os selecionados aqui.


- Pela Slant (reunindo 24 críticos), o resultado deu esse: (1) May December (2) Showing Up (3) Assassinos da Lua das Flores (4) De Humani Corporis Fabrica (5) Folhas de Outono (6) Os Delinquentes (7) Ervas Secas (8) Menus-Plaisirs – Les Troisgros (9) The Zone of Interest (10) Anatomia de uma Queda. O TOP 25 pode ser conferido aqui.



Premiações


- Independent Spirit Awards: "All of Us Strangers", "American Fiction", "May December", "Passagens", "Vidas Passadas" e "We Grown Now" são os nomeados para melhor filme. Ao passo que a última película é a única substituída na categoria direção: para a entrada de "Eileen". Enquanto no Roteiro, apenas "American Fiction" e "Vidas Passadas" permanecem, já que o restante é substituído por "Os Rejeitados", "Birth/Rebirth" e "Bottoms". Nas categorias técnicas destaco a de Fotografia com as nomeações de "Monica", "All of Us Strangers", "All Dirt Roads Taste of Salt", "Crónicas de una santa errante" e "We Grown Now". Confira aqui o restante da premiação, cujo resultado sai em 25 de fevereiro.


- Louis-Delluc: destinado ao cinema francês, essa histórica premiação concedeu para "Le Règne Animal" de Thomas Cailley a distinção de melhor do ano. O filme é um realismo fantástico em que, por mutações, os humanos são transformados em animais. O mesmo diretor tinha vencido o prêmio de melhor estreia na Louis-Delluc de 2014 por “Amor à Primeira Briga” - foi, portanto, uma vitória dupla inédita na história do prêmio que existe desde 1937. Neste ano, o "melhor filme de estreia” foi para “Le Ravissement” de Iris Kaltenback - “um fascinante estudo de personagens” segundo Bruno Carmelo.


- British Independent Film Awards: O prêmio britânico distinguiu "All of Us Strangers", drama LGBTQ+ que trabalha com a solidão, tanto em filme como em direção e roteiro - deixando para trás obras como "Rye Lane" (película com mais indicações), "How to Have Sex" - já estreado no Brasil - e o elogiado noir "Femme". Veja os demais resultados aqui - desse prêmio que marca mais uma vitória do último Cannes winner "Anatomia de uma Queda" na categoria internacional.


- Premiação do cinema espanhol os Goya indicaram “20.000 especies de abejas”, de Estibaliz Urresola Solaguren, “Cerrar los ojos”, de Víctor Erice, “La sociedad de la nieve”, de J.A. Bayona, “Saben aquell”, de David Trueba, e “Un amor” de Isabel Coixet. Curiosamente, “20.000 especies de abejas”, que venceu o prêmio internacional Felix de filmes LGBTQ+ no Festival do Rio, tem 15 nomeações, mas é o único dos 5 filmes que não foi indicado para direção (sendo substituído por Elena Martín em "Creatura"). Confira todas as categorias aqui.


Festivais 


- A 18º edição do Fest Aruanda, da Paraíba, consagrou o filme "Levante", de Lillah Halla, que já havia vencido o prêmio da crítica FIPRESCI entre as mostras paralelas do último Festival de Cannes e o prêmio de direção no Festival do Rio. Ao que parece a película trata com muita sensibilidade a questão do aborto e, no Aruanda, ainda saiu vitorioso nas categorias de roteiro, som, figurino, atriz coadjuvante (Loro Bardot) e atriz (Ayomi Domenica). O júri formado pelo excelente cineasta Beto Brant, o diretor Rafael Conde e a atriz Soia Lira, ainda concedeu uma menção honrosa para "Othelo, o Grande" de Lucas H. Rossi dos Santos, narrando a vida de um dos nossos melhores atores; além do prêmio especial para "Ana" de Marcus Faustini e a melhor direção para "Saudosa Maloca" de Pedro Serrano. Na mostra de filmes nordestinos (em júri composto pela atriz Norma Góes, a professora Kristal Bivona e a jornalista Simone Zuccolotto) deu "Saudade Fez Morada Aqui Dentro", de Haroldo Borges - reconhecimento que se soma ao prêmio de melhor filme internacional no Festival de Mar del Plata. O filme, que lida sobre a perda de visão de um adolescente, também venceu as categorias de ator (Bruno Jefferson); atriz coadjuvante (Wilma Macedo); ator coadjuvante (Ronnaldy Gomes) e roteiro. Tendo circulado por diversos festivais, inclusive o de Veneza, "Sem Coração" de Nara Normande e Tião ficou com o prêmio de direção e venceu em diversas categorias técnicas como direção de arte, fotografia e som. Todos os prêmios, inclusive nas mostra de curtas, podem ser conferidos aqui.


- Sundance - O festival de filmes indies acontece a partir do dia 18 de janeiro e teve anunciado seus 82 filmes de 24 países diferentes. Segundo o novo curador, Eugene Hernandez, ex-editor da IndieWire e da Film Comment, essa 40ª edição teve um recorde de inscrições: 17.435 filmes de 153 países - o que faz a gente pensar que 2024 começa com tudo em volume de produções audiovisuais. Vem aí novos filmes de Nathan Silver, Yance Ford, Rose Glass, Steven Soderbergh, David e Nathan Zellner e Jane Schoenbrun. Além das estreias na direção dos atores Jesse Eisenberg e Chiwetel Ejiofor. Confira a lista completa aqui. É de se destacar que o Brasil estará presente com “Malu”, longa de estreia de Pedro Freire, presente na mostra internacional competitiva. A narrativa explora as tensões com a mãe e a luta de uma atriz desempregada do subúrbio do Rio de Janeiro. 


- Uma das últimas mostras antes de fechar o ano, na sexta-feira (8) é a vez de Cuba entrar na frequência da cinefilia com seu Festival de Havana, que nesta 44ª edição apresenta 90 títulos, entre longas e curtas. Brasil está presente na mostra competitiva com “Estranho Caminho” de Guto Parente; “O Estranho” de Flora Dias e Juruna Mallon; e “Pedágio” de Carolina Markowicz (filme sobre a juventude LGBTQ+ que está em cartaz em nossos cinemas). A programação completa pode ser conferida pelo Telegram através deste link.


- O Festival of Auteur Film da Sérvia premiou o atual vencedor do Festival de Locarno, "Critical Zone", de Ali Ahmadzadeh. O filme narra a jornada noturna de um traficante de drogas e foi feito escondida do repressor governo iraniano. O russo "Grace" de Ilya Povolotsky ficou com a direção e "Excursion" de Una Gunkak venceu o prêmio de roteiro.


Trailers

Para finalizar, dois trailers de filmes esperados pela cinefilia brasileira: o primeiro é o spin–off de “Mad Max : Estrada da Fúria“ focado na personagem Furiosa; o outro é "Ervas Secas", a nova película turca do dramático diretor Nuri Bilge Ceylan. Lembrando a você para seguir este site RTN nas redes sociais!









Comments


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page