top of page

Chuvas afetam quase 850 mil no Rio Grande do Sul


Chuvas no Rio Grande do Sul já afetaram quase 850 mil pessoas. Foto: Ricardo Stuckert

As chuvas intensas que assolam o Rio Grande do Sul desde a semana passada têm deixado um rastro de destruição e afetado quase 850 mil pessoas, conforme os últimos relatórios da Defesa Civil divulgados até às 18h deste domingo (5). O estado lamenta o triste saldo de 78 vidas perdidas, com mais quatro óbitos sob investigação, além de 175 feridos e 105 desaparecidos. Com 341 municípios afetados das 497 localidades gaúchas, a magnitude da catástrofe supera até mesmo os registros do último desastre climático em setembro de 2023, quando 54 pessoas perderam suas vidas devido à passagem de um ciclone extratropical.


Além das perdas humanas, os danos se estendem aos serviços de infraestrutura, com 261 mil pontos sem energia elétrica e mais de 854 mil sem abastecimento de água. O transporte e tráfego de rodovias sofrem com 110 trechos bloqueados, enquanto 733 escolas em 229 municípios enfrentam dificuldades, afetando 247.228 estudantes.


Diante desse cenário desafiador, a Defesa Civil ressalta a importância do cadastro para alertas meteorológicos, disponível via SMS ou WhatsApp, como medidas preventivas essenciais para enfrentar a situação alarmante.


As autoridades locais estão mobilizadas para lidar com as consequências das chuvas torrenciais, intensificando os esforços de resgate, apoio às vítimas e restabelecimento dos serviços essenciais.


Doações


O governo do Rio Grande do Sul reativou a chave Pix para doações em dinheiro destinadas a ajudar as vítimas das enchentes no estado. A conta bancária denominada SOS Rio Grande do Sul, aberta no Banrisul, receberá os valores pelo Pix utilizando o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) número 92.958.800/0001-38, a mesma chave utilizada no auxílio às vítimas dos temporais ocorridos no ano passado. Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem contribuir através deste canal oficial de doações.


Os recursos arrecadados serão direcionados para fornecer apoio humanitário às vítimas das enchentes e para auxiliar na reconstrução da infraestrutura das cidades afetadas. A gestão e fiscalização dos recursos doados serão realizadas por um Comitê Gestor, presidido pela Secretaria da Casa Civil do estado e auditado por representantes do poder público local e entidades de assistência social. Com informações da Agência Brasil


Comments


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page