top of page

Rio de Janeiro se consolida com geração de empregos em 2023

Estado se destaca como segundo maior polo empregador do país

(Foto: Pexels)

O Estado do Rio de Janeiro firmou-se como um dos principais geradores de empregos formais no Brasil, encerrando 2023 na segunda posição do ranking nacional. Com a criação de 160.570 novos postos de trabalho ao longo do ano, o Rio de Janeiro apresenta não apenas números significativos, mas também o segundo maior salário médio de admissão no país, atingindo R$ 2.131,14, ficando atrás apenas do Estado de São Paulo. Os dados são provenientes do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na terça-feira (30/01) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.


Claudio Castro destacou a importância da geração de empregos para o crescimento econômico do estado e do país. "A economia fluminense está em expansão, e nosso trabalho não para. Seguimos trabalhando, sem trégua, para transformar e impactar positivamente a vida dos nossos cidadãos, gerando cada vez mais empregos e renda no estado", afirmou o governador.


Segundo a análise do Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, todas as oito regiões do Rio de Janeiro apresentaram saldos positivos em 2023, com destaque para a Metropolitana, o Médio Paraíba e as Baixadas Litorâneas. Municípios como o Rio de Janeiro, Magé, Macaé, Itaboraí e Duque de Caxias lideraram na geração de novas vagas de trabalho.


Quatro dos cinco setores de atividade econômica apresentaram saldos positivos de geração de postos de trabalho em 2023: Serviços (99.705), Construção (22.308), Comércio (20.560) e Indústria (18.059). Em relação à faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 a 24 anos e aqueles com o Ensino Médio completo foram os mais favorecidos nas contratações, com saldos expressivos de 98.665 e 134.430 vínculos empregatícios, respectivamente.

コメント


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page