top of page

Recorde Histórico de Ventos a 137 km/h Causa Estragos em Niterói



(Foto: Luciana Carneiro)

A cidade permanece em estado de atenção após um temporal no último sábado (18) resultar em um recorde histórico de velocidade dos ventos, atingindo 137 quilômetros por hora. A Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia de Niterói informou que a situação foi desencadeada por núcleos de chuva e fortes ventos provenientes da Baía de Guanabara, intensificando-se ao chegar no município.


As equipes municipais estão mobilizadas para mitigar os estragos causados pela tempestade, com aproximadamente 300 pessoas de diversos órgãos municipais trabalhando incansavelmente. Até o momento, foram registradas 31 quedas de árvores em várias regiões da cidade.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, realizou uma reunião com secretários para avaliar os impactos do temporal e da ventania. Durante a reunião, Grael enfatizou a importância de estar preparado para as mudanças climáticas e destacou que a cidade foi a primeira a criar uma Secretaria do Clima para enfrentar desafios climáticos emergentes.


"A ventania muito forte e o temporal que atingiram Niterói na noite passada foram eventos excepcionais. Tivemos ventos atingindo a marca de 137 quilômetros por hora, o que é um recorde histórico. Estamos em contato com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) para avaliação conjunta do fenômeno", disse Axel Grael.


Diversos órgãos municipais estão nas ruas para lidar com os efeitos da tempestade. A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, a Companhia de Limpeza de Niterói, a Nittrans e a Guarda Municipal estão atuando em conjunto para lidar com a situação.


Vários pontos da cidade enfrentam falta de energia, com túneis, hospitais e clínicas operando com geradores. O secretário municipal de Defesa Civil e Geotecnia, Walace Medeiros, destacou que as equipes de monitoramento continuam ativas para lidar com a persistência das condições meteorológicas adversas.


A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayde Monassa, enfatizou que as equipes estão focadas na liberação das pistas e na remoção de árvores caídas. "Estamos em contato com a Enel para garantir a segurança durante as operações de remoção", disse Dayse Monassa.


O Centro de Monitoramento e Operação da Defesa Civil permanece ativo, monitorando as condições meteorológicas e coordenando as operações de resposta. As autoridades alertam a população para evitar o corte de árvores devido a riscos potenciais, e a colaboração de todos é fundamental para lidar com os desafios causados pelo fenômeno climático extraordinário.

Commentaires


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page