top of page

Morro do Holofote, na Zona Norte de Niterói, ganha unidade do Médico de Família



Os moradores do Morro do Holofote, na Zona Norte de Niterói, agora contam com uma unidade do Programa Médico de Família (PMF), inaugurada na última sexta-feira (7). A nova unidade tem capacidade para atender cerca de 2,5 mil pessoas e 1,1 mil domicílios da região. O módulo recebeu o nome de Satie Mizubuti, em homenagem à ativista que contribuiu significativamente para o desenvolvimento do PMF na cidade. A cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito Axel Grael, da secretária municipal de saúde, Anamaria Schneider, e do diretor-geral da FeSaúde, Pedro Lima.


A unidade de atenção primária é composta por uma equipe formada por um médico, um enfermeiro, um supervisor de serviço, um técnico de enfermagem e dois agentes comunitários de saúde. Segundo o prefeito Axel Grael, a entrega desta unidade representa um avanço importante para a comunidade local, proporcionando atendimento médico de qualidade e homenageando a memória de Satie Mizubuti.


O diretor-geral da FeSaúde, Pedro Lima, destacou que a nova unidade reforça o compromisso com a saúde comunitária em Niterói. "Temos conversado muito com os moradores do território, apresentando a proposta do PMF e tudo que esse serviço representa. É muito bom estar nessas reuniões comunitárias, algo que já vivi há mais de 30 anos, quando iniciei meus trabalhos no Médico de Família. Poder implementar uma metodologia já consolidada na política pública de Niterói em um novo território é motivo de satisfação. Ao mesmo tempo trazemos inovações que reposicionam essa estratégia de Saúde da Família, sem dispensar os pilares deste programa: gestão participativa e orientação comunitária", afirmou Lima.




A secretária municipal de saúde, Anamaria Schneider, ressaltou que o início dos trabalhos na nova unidade é apenas o começo de um processo de crescimento e fortalecimento do PMF na região. "Hoje é um dia de celebração e os trabalhos estão só começando: o cadastramento, as conversas com a comunidade e o início dos atendimentos. Eu tenho certeza que vocês vão sentir a diferença e lá na frente vão notar que isso aqui ainda vai crescer muito mais. O diferencial dessa casa não são os equipamentos ou a estrutura, mas sim os profissionais que acreditam no PMF e escolheram estar aqui. Nesse sentido, é muito importante resgatar a memória de Satie Mizubuti, uma das precursoras do médico de família e do que é a descrição do território", comentou Schneider.


Regina Silva, moradora do Morro do Holofote, expressou sua satisfação com a inauguração da unidade. "Essa obra é esperada há mais de 20 anos. O dia de hoje é um acontecimento pra gente. Antes, o único jeito de ser atendido era acordar cedo, descer o morro e tentar conseguir vaga para se consultar numa unidade longe daqui. Ter um posto mais perto vai ser ótimo, principalmente pras pessoas idosas. Meu marido, que já tem 76 anos, sofre com um problema no coração e precisa desse acompanhamento em casa. Com o Médico de Família vamos ficar mais tranquilos", comemorou.


Fotos: Bruno Eduardo Alves

Comments


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page