top of page

Lula propõe parceria com países africanos para combater desmatamento



Lula discursa na 37ª Cúpula da União Africana. Foto: Ricardo Stuchert/PR


Adis Abeba, Etiópia - Em discurso na abertura da 37ª Cúpula da União Africana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs iniciativas conjuntas para a proteção das florestas tropicais, entre elas uma rede de satélites para monitorar o desmatamento e a recuperação de áreas degradadas.


Durante seu pronunciamento, Lula destacou a importância da governança multilateral eficaz, abordando desafios globais como a distribuição justa de vacinas e a promoção da soberania na saúde. Ele ressaltou a solidariedade entre o Brasil e a África, enfatizando suas raízes compartilhadas e lutas comuns.


Um dos pontos-chave levantados por Lula foi a urgência de enfrentar as mudanças climáticas, protegendo as duas maiores florestas tropicais do mundo, a Amazônica e a do Congo, reconhecendo seu papel crucial na regulação climática global. Ele pediu aprimoramentos nos mecanismos internacionais para incentivar a proteção das florestas e a conservação da biodiversidade.


Além disso, Lula expressou apoio ao aumento da representação africana em órgãos decisórios globais, como o G20 e o Conselho de Segurança da ONU. Ele delineou o compromisso do Brasil com a colaboração em educação, saúde, proteção ambiental, ciência e tecnologia, incluindo iniciativas para facilitar intercâmbios de estudantes africanos e fortalecer a cooperação em pesquisa agrícola e saúde.


No cenário internacional, Lula reiterou seu apelo por uma solução duradoura para o conflito Israel-Palestina, defendendo o estabelecimento de um Estado palestino reconhecido pela ONU. Ele condenou a violência contra civis de ambos os lados e enfatizou a importância de reformas dentro da ONU para garantir uma representação equitativa.


Comments


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page