top of page

Exposição "Léa Negra atriz da liberdade" estreia em Niterói

(Foto: divulgação)

A partir do dia 12 de março, o Museu Janete Costa, em Niterói, recebe a exposição "Léa Negra Atriz da Liberdade", um tributo à trajetória da lendária atriz brasileira Léa Garcia, falecida em 2023 aos 90 anos. A mostra, que vai até maio, reúne objetos pessoais, fotos, figurinos, móveis e lembranças de filmes e novelas que marcaram a carreira da artista.

Um mergulho na história de uma pioneira


Com curadoria do artista plástico Joel Vieira, a exposição oferece ao público a oportunidade de conhecer a fundo a vida e a obra de Léa Garcia, uma mulher que desafiou barreiras raciais e sociais para se tornar uma das maiores atrizes do Brasil.


"Mais que atriz, mais que artista, Léa Garcia é um grito, uma dança, uma cena, um olhar focado no poder da arte em transformar realidades", afirma Joel. "A Lea não reproduziu o que era visível, ela mostrou a fala de Afro-sensibilidade Cultural conceituada por Juli Costa. Fico muito honrado por fazer essa importante exposição", completa.


Um legado para as futuras gerações

A produção executiva da exposição é assinada por Renata Maria, da empresa Mistic. Marcelo Garcia, filho de Léa, comemora a iniciativa como forma de manter viva a memória e o legado da mãe.

"Durante esses seis meses que Dona Léa nos deixou, já recebi inúmeras homenagens em seu nome", relata Marcelo, emocionado. "A obra da minha mãe, o legado dela para a cultura brasileira é tão farto que eu sabia que precisaria mostrar tudo isso em uma exposição, mantendo assim viva sua história e memória. E ao conhecer o Joel tive a certeza de que ele seria a pessoa mais acertada para me ajudar na montagem e curadoria desse ousado projeto".


Um resumo da carreira de Léa Garcia

A exposição reúne diversos itens que marcaram a carreira de Léa Garcia, como:

Um contrato com o Theatro Municipal de Niterói do ano de 1972; o convite para o Festival de Cannes; fotos originais e revistas do início de sua carreira; prêmios conquistados, como o Oscarito.


Preservando a memória de uma grande artista

Marcelo Garcia, que atuou como assessor pessoal da mãe nos últimos anos, revela que está captando recursos para o lançamento de um livro biográfico e um filme sobre a trajetória de Léa Garcia.

"O que me move é justamente o que minha mãe dizia para aqueles que tem um sonho: não desistam", finaliza Marcelo.


Serviço:

Exposição: Léa Negra Atriz da Liberdade

Local: Museu Janete Costa, Niterói

Data: 12 de março a maio de 2024

Curadoria: Joel Vieira

Produção executiva: Renata Maria (Mistic)


Saiba mais sobre Léa Garcia:

Nascimento: 11 de março de 1933, Rio de Janeiro

Falecimento: 15 de agosto de 2023, Rio de Janeiro

Carreira: 56 novelas, 50 filmes e mais de 60 peças de teatro

Prêmios: Melhor Atriz no Festival de Gramado (2004) e no Brazilian Film Festival of Toronto (2013)

Comments


banner internet niteroi 450 anos shows 300x250px 6 11 23.jpg
bottom of page